close
Moda e Beleza

Consumo pós-pandemia: qualidade e necessidade ditam as regras na hora de comprar

Mundo afora, a moda tem ganhado um novo tom. Estilistas apostam em coleções menores, máscaras de tecido e roupas mais práticas para atender às necessidades do “novo normal”, que exige cuidado dobrado e mais lavagens. No cenário atual, consumidores se tornam cada vez mais exigentes e buscam serviços de qualidade, que atendam aos novos costumes.

“O cliente enxergou que não precisa de tanto, e sim de qualidade. Está cada vez mais exigente, buscando menores preços, melhores condições de pagamento e atendimentos personalizados”, analisa a empresária Raffaela Prudente, dona do brechó de luxo brasiliense Raffa’s Bazaar.

Em um momento onde a qualidade ganhou mais status e o consumo se torna mais consciente, as roupas de luxo podem ser boas apostas. A empresária lembra que a alta costura tem seu lugar, visto que essas peças carregam um valor agregado à marca e são reconhecidas à distância. Para ela, o segredo é fazer uma boa escolha de modelo e cor. “Se optar pela peça certa, a roupa será eterna e te deixará sempre elegante e sofisticada.”

Entre as dicas de Raffaela estão jaquetas e ternos. As jaquetas podem ser de diferentes tecidos e tamanhos e oferecem combinações que funcionam tanto para dias frios, quanto para aqueles ensolarados. A peça pode ser colocada como sobreposição com outra mais quente, mas também serve para cobrir um leve vento e compor o look.

Também nessa linha de composições, o terno é funcional para homens e mulheres. “Eles ficam completamente alinhados para o trabalho e funcionam muito bem em locais mais tranquilos, que pedem um toque de elegância. Eles são versáteis. Sabendo usar, combinam com quase todas as ocasiões”, ressalta.

Fatores como a alta constante do dólar, a queda da economia em diversos setores e as restrições sobre a entrada de brasileiros em países da Europa e América do Norte também contribuem para o mercado interno, segundo Rafaella. “O cliente não viajando para o exterior, deixará o entusiasmo de comprar na viagem, pagando valor à vista, para comprar parcelado no Brasil.”

Escolhas seguras

Além do investimento em roupas de luxo do Raffa’s Bazaar serem apostas certas pela durabilidade, comprar no brechó de Rafaella garante segurança nesse momento de pandemia. Na loja física, a empresária adotou todas as medidas de segurança recomendadas pelos órgãos governamentais. Mas ela também oferece o serviço de vendas online para aqueles que preferem não se arriscar, ou estão em outros estados do país.

“Muitas pessoas optaram por fazer compras online. É uma forma de se prevenir, não saindo de casa. Mas também é uma opção mais confortável, em que o produto chega até você sem que você precise fazer um grande esforço”, enfatiza Rafaella.

Com o fechamento dos comércios por todo o país, o comércio eletrônico cresceu 145% no primeiro semestre, segundo estudo ‘E-commerce na Pandemia’, realizado pela plataforma Nuvemshop. A análise também aponta que o comércio de roupas teve alta de 189%, tudo em relação ao mesmo período de 2019.

Tags : alto luxobrachócomprasconsuocrisee-commercemodapandemia

Casino siteleri

- Kalebet -
Holiganbet
- Meritroyalbet giriş - mersin escort - www.mersindugun.com - Trbet giriş