Ideias, Tendências, Líderes e Práticas

Primeira fase do Hospital Mater Dei Betim-Contagem (MG) está prevista para ser inaugurada em 2019

Edifício prioriza gestão de fluxo e adota sistema “Zero Papel” e de Administração Inteligente da Infraestrutura de Rede; estima se que a unidade irá gerar cerca de 600 empregos na região, podendo chegar a 1.500

As cidades de Betim e Contagem, localizadas na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), possuem grande número de empresas de prestação de serviços e comércio. Por isso, a região tem oportunidades para ligar pontos da cadeia produtiva na área da saúde, afinal, grande parte dos clientes de planos de saúde do Brasil são financiados por empresas.

Além disso, Betim e Contagem cidades são carentes quando o assunto é redes e projetos hospitalares que atendam a demanda da população. Outro fator interessante da região é que Betim possui municípios próximos que são potenciais pacientes, como Itaúna, Pará de Minas, Divinópolis e Nova Serrana.

Dessa forma, a Rede Mater Dei de Saúde percebeu a necessidade da população por projetos hospitalares e também o desejo das operadoras de planos de saúde pela região. Por isso, está construindo, desde 2017, o Hospital Betim-Contagem, que terá 42 mil m² de área construída em um terreno de 256 mil m².

O Hospital será inaugurado por etapas e primeira dela tem previsão para o primeiro semestre de 2019. Entre os destaques do empreendimento de 14 andares estão os 255 leitos de internação, 36 leitos de UTI adulta, 36 leitos de UTI Pediátrica e Neonatal, 13 salas cirúrgicas, heliponto e Centro de Convenções para eventos científicos.

Além disso, o Hospital possuirá serviço de hemodiálise e hemodinâmica, oncologia, pediatria, maternidade, ambulatório e pronto-socorro adulto e pediátrico com capacidade para atender 800 pessoas por dia. O projeto, ainda, prevê corredores e acomodações amplas com equipamentos modernos. Um dos diferenciais desta obra é a funcionalidade para o fluxo do hospital – seja com pacientes, acompanhantes e médicos ou até mesmo em relação ao deslocamento de roupa suja e limpa.

“Com a experiência que adquirimos com os outros hospitais da Rede, fomos aprendendo que em um hospital é muito importante ter fluxos distintos para os diversos públicos e para as diversas situações operacionais”, revela o presidente da Rede Mater Dei, Henrique Salvador.

foto interna 02 1024x581 - Primeira fase do Hospital Mater Dei Betim-Contagem (MG) está prevista para ser inaugurada em 2019
Sustentabilidade e humanização

A sustentabilidade e a preservação ambiental também foram características fundamentais neste empreendimento. “Trata-se de um Hospital que está inserido em uma área verde importante. Além disso, a Instituição terá um reaproveitamento grande de água, além da questão do uso de energia, que foi muito estudada e bastante equalizada no projeto”, conta Salvador.

Para aproveitar a iluminação e a ventilação naturais e, consequentemente, reduzir o consumo de energia, os espaços serão arejados. “É um Hospital que tem algumas características que eu acho que são importantes operacionais e até de inserção no ambiente que ele está inserido”.

Além disso, o Hospital Mater Dei Betim-Contagem terá amplos locais de convivência com jardins internos. Salvador ainda destaca como exemplo a área da pediatria, que possui fortes características para humanização no atendimento das crianças. “A humanização já é um dos pilares da Rede. Na maternidade, existe o conceito de inserção da família ao ambiente do parto e, ainda, cerca de 65% dos partos são normais”.

Pacientes com estadia longa no Hospital também terão espaços de convivência para ter contato com o ambiente exterior. O motivo dessa escolha é proporcionar a noção de dia e noite para aquelas pessoas que estão na UTI, por exemplo.

Emprego e atendimento

As estimativas sobre a capacidade de atendimento na unidade são grandes. Segundo Salvador, a expectativa é que o Hospital comece suas atividades realizando cerca de 300 partos por mês e 50 cirurgias por dia. Além da geração de aproximadamente 600 empregos – podendo chegar a 1.500 empregados com o amadurecimento da unidade.

“É uma oportunidade de trabalho para médicos da região de Belo Horizonte, principalmente, para médicos mais jovens. Acreditamos que, conforme já acontece em outras regiões, um hospital desse porte acaba atraindo outros negócios e desenvolvimento em torno dele”, revela Salvador.

Para o presidente da Rede Mater Dei, o projeto tem tudo para ser vitorioso para a Rede e também para a comunidade que ele irá ser inserido. “É um projeto moderno, que respeita o meio ambiente. Ele levará desenvolvimento para a região e acesso a uma saúde de qualidade”.

Hospital do futuro

Além da estrutura predial do Hospital Mader Dei Contagem-Betim, a Rede tem investido na expansão da área tecnológica do novo empreendimento com a implantação de soluções modernas nos seus sistemas de fibras ópticas, cabeamento estruturado e Data Center. Segundo Josiel Coimbra Gonçalves, diretor da UPTEC, empresa responsável por esse trabalho, a solução busca a otimização de custos, flexibilidade, facilidade de operação e manutenção do sistema de comunicação, uma vez que permite que as informações possam ser transmitidas e armazenadas com velocidade e segurança.

A implantação será realizada em etapas e de acordo com o cronograma da rede Mater Dei, sendo que a primeira fase será entregue no primeiro semestre de 2019. “Entregaremos a melhor solução em transmissão de dados para o Hospital, garantindo maior segurança nas informações e melhor performance no uso das mesmas”, conta Gonçalves.

Entre as novidades do projeto é que a unidade Betim-Contagem será a primeira da Rede Mater Dei a adotar o Sistema “Zero Papel”. Sendo assim, o Hospital não utilizará papel em todo e qualquer atendimento realizado.

“Todos os documentos serão gerados por meio eletrônico e digital. Isso demandará uma robusta infraestrutura de rede para comportar todos os dados, e é nesse momento que a UPTEC agregará sua expertise, proporcionado o que há de mais moderno em tecnologia da informação”, explica Josiel Coimbra Gonçalves, diretor da UPTEC.

Outra implantação que será realizada é o Sistema de Administração Inteligente da Infraestrutura de Rede. De acordo com Gonçalves, entre as muitas características dessa tecnologia está a redução de custos e tempo na administração manual do sistema de cabeamento. “Este sistema será totalmente gerenciado pelo Hospital e permitirá o controle em tempo real, diminuição do downtime, maior segurança da operação da rede, nenhuma interferência sobre o tráfego da rede, dentre outras”.

Assim como todo grande projeto, a UPTEC também encontrou desafios neste empreendimento. Mas, para superá-los, uma equipe estratégica foi envolvida para repassar todos os detalhes da implantação. “Nossas estratégias para superar os desafios estão embasadas no planejamento eficaz, na antecipação de problemas e na proposta de soluções imediatas”, revela Gonçalves.

Assim, a equipe é formada por engenheiros, analistas de planejamento, Supervisores e técnicos coordenados diretamente pela diretoria de obras. As ações são meticulosamente planejadas e, durante a execução, todos os profissionais estão em campo e atentos a todo processo para que tudo ocorra conforme o previsto ou sugerindo novas soluções para o melhor andamento da execução.

Alumínio: estética e higiene

Na edificação do Hospital Mater Dei Betim-Contagem também foi utilizado estruturas em alumínio. De fácil manuseio para o paciente, o material carrega uma lista de vantagens para o seu uso, como, por exemplo, possuir alta resistência, ser leve e durável.

Dessa forma, o material foi escolhido para a construção do Hospital. A Alfa Alumínio & Fachadas realizou serviços na fachada do prédio implantando ACM e STRUCTURAL GLAZING e também nos ambientes internos como CTI, quartos, consultórios, recepção e demais ambientes administrativos. Neste trabalho, um grande diferencial é que o projeto foi desenvolvido especialmente para a Rede Mater Dei.

“Com soluções técnicas que agregaram estética e grande produtividade na obra, levando a um resultado final de alta qualidade”, afirma Fernando Alves Moreira, diretor da Alfa Alumínio & Fachadas, empresa responsável por este serviço no Hospital.

Pensando no cuidado com a superfície – por ser uma condutora de infecções hospitalares -, o alumínio utilizado nos ambientes foi com o acabamento de pintura eletrostática na cor branca e verde. “Assim, é possível dar uma condição de higienização mais fácil nas esquadrias, uma das preocupações também da nossa equipe foi na vedação evitando frestas nas fachadas e esquadrias”.

Entre os desafios desse trabalho está a implantação das esquadrias dos quartos, que foi uma grande preocupação da diretoria e do setor de engenharia da Rede. Assim, os profissionais da Alfa Alumínio & Fachadas desenvolveram uma esquadria dentro do contexto visual do arquiteto responsável, agregando mais uma folha projetante de vidro na fachada interna e externa. “Essa condição levou um conforto acústico para o paciente e black-out noturno ao ambiente, sem deixar de lado a segurança, que foi um fator fundamental”, conta o diretor da empresa.

Além dos inúmeros benefícios, o alumínio proporciona um ótimo aspecto visual e permite desenvolver e criar soluções para dar vida aos projetos arquitetônicos. “Tanto o alumínio, quanto os painéis de alumínio composto (ACM) trazem uma roupagem elegante e moderna”, conta Fernando Alves Moreira, diretor da Alfa Alumínio & Fachadas.

De acordo com Moreira, toda a equipe da Rede Mater Dei sempre está comprometida com as empresas contratas na obra. “Eles resolvem qualquer intercorrência e estão sempre à frente de tudo. Essa condição nos deixou seguros e com condições de executar a obra com excelência e agilidade”, conclui.

Essa matéria foi publicada na 28ª edição da revista HealthRAQ. Clique e confira a publicação.