Unimed Curitiba conquista acreditação em Nível I com selo Ouro pela ANS

Ser reconhecida como operadora Nível I com selo Ouro por atender às práticas exigidas pela Resolução Normativa 277 da Agência Nacional de Saúde (ANS) foi uma importante conquista para a Unimed Curitiba. A vitória é reflexo do Programa Qualifica, da Unimed do Brasil, para melhorar a qualidade do atendimento de todas as singulares.

O Programa Qualifica reforça o comprometimento da diretoria, dos colaboradores e dos prestadores da rede credenciada com o aperfeiçoamento do sistema de gestão da qualidade, disseminando os objetivos estipulados e relacionados ao aumento da capacidade operacional, subsídios na tomada de decisões, análises críticas e satisfação dos beneficiários, médicos cooperados, fornecedores e parceiros.

Segundo Rached Hajar Traya, diretor-presidente da Unimed Curitiba, o programa foi um divisor de águas para a cooperativa médica, porque mudou a cultura organizacional com foco na melhora contínua. “Foi um grande aprendizado tanto para os colaboradores quanto para os diretores, porque nós tivemos que repensar todos os processos e também rever o nosso modelo de gestão organizacional.”

Para que o trabalho se transformasse em conquista, a equipe investiu em inovação. Traya conta que foram utilizadas ferramentas tecnológicas colocadas à disposição dos cooperados e beneficiários e automatizados processos processos administrativos.

Além disso, a Unimed Curitiba realizou reuniões periódicas de status, simulações de pontuação e comunicações constantes, como processo de sensibilização dos colaboradores, dos diretores e da rede prestadora.

A consultoria para a implantação das melhorias e o engajamento foi essencial, pois o objetivo não seria conquistado sem a participação de todos. “O mais importante é que a base está consolidada e a cultura da melhoria e inovação já está presente”, afirma Traya.

Antes mesmo da certificação, a Unimed Curitiba já atendia, praticamente, todos os itens exigidos pela Resolução, pois já era certificada pela ISO 9001. Entretanto, com o reconhecimento da ANS, a cooperativa teve a oportunidade de revisar e aprimorar os modelos de gestão. “Também foi possível garantir que nossos valores fossem efetivamente aplicados, inclusive nos programas de incentivo e promoção à saúde e prevenção de doenças, por exemplo”, completa.

Mercado competitivo
O mercado está cada vez mais competitivo para os planos de saúde. Por isso, certificações são importantes para garantir a qualidade na prestação de serviços. Traya acredita que essa é uma forma de o beneficiário reconhecer a integridade de uma operadora.

“A acreditação é um fator de destaque, porque atesta o nosso esforço na melhoria contínua da qualidade. É pela conquista da excelência que a Unimed Curitiba demonstra a qualidade aos beneficiários, garante sua continuidade e, mais que isso, a prevalência diante das demais”, completa.

Auditorias frequentes
Mesmo com a conquista do selo Ouro, a Unimed Curitiba realiza constantes ciclos de auditoria para avaliar os processos internos e manter a sustentabilidade do negócio. Rached Hajar Traya, diretor-presidente da cooperativa, afirma também que há revisão dos processos com auxílio do Comitê do Programa de Melhoria da Qualidade.

Acreditação para Operadoras
O Programa de Acreditação das Operadoras de Planos de Saúde foi criado em 2016 pela ANS. Inédito no Brasil, é inspirado em modelos internacionais de comprovada eficácia. A certidão de acreditação pode ser conferida em 3 níveis:
• Medalha ouro – Nível I: operadoras de planos de saúde avaliadas entre 90 e 100 pontos;
• Medalha prata – Nível II: operadoras de planos de saúde avaliadas entre 80 e 89 pontos;
• Medalha bronze – Nível III: operadoras de planos de saúde avaliadas entre 70 e 79 pontos.

Confira matéria na54ª edição da Revista Healthcare Management

Veja mais posts relacionados

HMC tem nova superintendente

O Hospital Márcio Cunha (HMC), administrado pela Fundação São Francisco Xavier (FSFX), empossou a nova superintendente da unidade: a médica...

Fenasaúde terá nova Diretora-geral

A advogada e engenheira Vera Valente será a nova diretora-geral da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), substituindo o engenheiro...