Teixeira Duarte realiza obras de alto nível de engenharia em hospitais de São Paulo

Tendo iniciado a sua atividade em 1921 na área da Construção, a Teixeira Duarte é atualmente um dos maiores grupos empresariais de Portugal. Ao longo de quase 100 anos, construiu uma imagem de responsabilidade e competência, reconhecida por seu elevado padrão de qualidade e hoje possui cerca de 11.000 colaboradores operando em 19 países.

Dentre esses países está o Brasil que, desde 2006, é cenário de obras de grande porte da empresa. Para essas realizações, a Construtora aplica métodos e técnicas inovadoras, que marcam o panorama da construção e permitem realizar projetos de engenharia de grande complexidade técnica.

Com bagagem e know-how ímpares, a empresa traz em seu portfólio nomes de importantes instituições de saúde como, o Hospital da Luz, em São Paulo. O responsável pela obra e diretor da Teixeira Duarte, Fernando Ribeiro Antunes Martins, explica que o trabalho consiste na reforma de três pavimentos (3° 7° e 8°) de enfermaria por completo, partindo desde a demolição total até a entrega final ao Hospital.

“No decorrer das obras, nosso trabalho teve grande reconhecimento e, junto ao cliente, veio incorporando ao seu escopo diversos adicionais, como o 9° pavimento enfermaria, banco de sangue, estar médico, centro cirúrgico e sala de hemodinâmica”.

Atualmente, a construtora realiza a construção do centro cirúrgico e a sala de hemodinâmica, enquanto as demais etapas e ambientes já foram entregues. “Todas as áreas de revitalização prontas somam mais de 3112 m² de área construída. Além disso, temos diversos projetos em estudos e em fase de orçamentação, que podem elevar a área já realizada”, ressalta Martins.

Para executar essas obras, a construtora enfrentou o desafio de revitalizar uma infraestrutura ainda muito antiga. “Nossa empresa precisou refazer todo o sistema do Hospital da Luz para atender às normas vigentes atualizadas. Adequar um empreendimento com 75 anos e sofrendo diversas alterações neste período, exige um trabalho de engenharia e estudos ampliados”.

As obras em execução no 2° pavimento do Hospital, que compreende o Centro Cirúrgico e a Sala de Hemodinâmica, estão com previsão de entrega em agosto de 2019.

Nova infraestrutura no Samaritano

Outro empreendimento de grande porte que faz parte do portfólio da Teixeira Duarte é o Hospital Samaritano de São Paulo. O diretor explica que, atualmente, diversas obras internas do Hospital já foram concluídas e entregues, compreendendo uma área total de construção de 2.500 metros quadrados. “O trabalho foi executado ao longo de um ano e meio, nas principais áreas destinadas à Hemodiálise, CME (Central de Material Esterilizado), PSA (Pronto Socorro Adulto), hemodinâmica, SAC, telemedicina, espaço médico, necrotério e SESMT”.

Para ter sucesso nas reformas, a construtora teve que se adaptar ao funcionamento das obras adjacentes às áreas críticas dos Hospitais. Para isso, Fernando Martins explica que a equipe lançou mão de soluções de logística operacionais. “Graças a pouca ou nenhuma possibilidade de alteração da logística de acessos, nossa equipe precisa executar a empreitada em horários extraordinários. Dessa forma, nossa equipe traçou estratégias e processos para dar andamento as obras ”.

Segundo o engenheiro, a empresa deve concluir as obras da área de endoscopia, medicina nuclear, farmácia, abrigo de resíduos e CTI-C (Centro de Tratamento Intensivo Cardiológico) até o primeiro semestre de 2019. “Apesar da finalização do trabalho, estamos iniciando alguns estudos junto ao cliente para construção e adequação de novas áreas deste Hospital, a fim de que possamos dar sequência ao bom trabalho que vem sendo desempenhado”.

Investimento em renovação pelo Moriah

Além das obras nos hospitais Samaritano e da Luz, o Hospital Moriah também passa por reformas realizadas pela construtora. A empreitada consiste na reformulação de áreas existentes internamente ao hospital, bem como a construção de uma nova edificação anexa e uma nova área no 2° pavimento do prédio atual.

Para colocar o projeto em prática, a empresa precisou estudar alguns obstáculos durante a execução. “Além do pé-direito reduzido que dificulta a performance dos equipamentos de perfuração, existem áreas adjacentes à obra, como farmácia, refeitório e central de Materiais Esterilizados (CME) em pleno funcionamento”.

Para isso, a construtora conta com uma forte equipe multidisciplinar com experiência em obras, que possibilitou a execução de fundações da nova edificação em estacas do tipo raiz, de diâmetro Ø50 cm dentro do subsolo existente do prédio atual.

O diretor explica ainda que o segredo da empresa é trabalhar em conjunto com o Hospital. “O objetivo é evitar transtornos na logística e no funcionamento do Hospital, prezando sempre pelo bem-estar dos pacientes, mesmo com a obra em andamento”.

Atualmente, o empreendimento encontra-se com 30% de avanço físico. “As obras têm previsão de conclusão em novembro de 2019, já com a entrega do novo centro cirúrgico do Hospital”, finaliza Martins.

Esta matéria e muito mais faz parte da edição 61 da revista Healthcare Management!

Veja mais posts relacionados