Rede D’Or São Luiz inaugura hospital premiun em São Paulo

Um novo conceito de hospital de luxo acaba de chegar em São Paulo. O Vila Nova Star é a primeira unidade premium da Rede D’Or na capital e a segunda no Brasil. Com uma área construída de 17.401m², localizada no bairro Itaim, o estabelecimento de alta padrão conta com 1.200 colaboradores diretos. No total, foram investidos R$ 350 milhões para oferecer um atendimento personalizado e diferenciado aos pacientes.

De acordo com o médico chefe do setor de Oncologia do hospital, Paulo Hoff, desde a arquitetura até os serviços foram pensados na melhor e mais rápida recuperação dos pacientes. “A nova unidade tem equipe de ponta e infraestrutura moderna em prol de elevar a qualidade dos resultados clínicos”.

Para isso, o Hospital possui uma estratégia de gestão com três importantes pilares: tecnologia, experiência do paciente e o atendimento humanizado. “Temos como objetivo retornar o indivíduo a um estado de saúde. Para isso, é importante que o Hospital seja resolutivo. Nós esperamos conseguir isso dando aos profissionais médicos e aos pacientes um apoio tecnológico, mas fazendo isso com carinho, com atendimento personalizado”, afirma o vice-presidente da Rede D’Or São Luiz, Paulo Moll.

Entre os diferenciais do Hospital está o serviço exclusivo de concierge, que garante atendimento diferenciado e quartos automatizados, nos quais os pacientes podem controlar todo o ambiente do quarto por um tablet. Com o sistema Smart Hospitality, criado exclusivamente para a Rede D’Or São Luiz, os pacientes podem controlar todo o ambiente do quarto por um tablet, que permite executar funções como levantar as cortinas, controlar as luzes e fazer videochamadas com a equipe de enfermagem.

Outro destaque do local é o espaço da gastronomia assinada pelo chef francês Roland Villard. “Nós temos uma área para refeições muito diferenciada que realiza dietas específicas para cada caso, tornando-as mais prazerosas. Esse tipo de serviço pode resultar na aceleração do processo de recuperação do paciente”, ressalta Hoff

Com conceito e estrutura totalmente voltados à inovação, a nova unidade também é a primeira do Brasil a ter o CyberKnife, equipamento de radiocirurgia com braço robótico, capaz de direcionar alta concentração de radiação em pequenos pontos, proporcionando ao paciente um tratamento com maior precisão e menos efeitos colaterais. Outra novidade que o Hospital traz para o Brasil é o Tomotherapy, um acelerador linear que entrega a dose de radiação como se fosse uma tomografia, com sistema de imagem acoplado que permite visualização da área a ser tratada diariamente. O Vila Nova Star também está equipado com o Da Vinci, sistema cirúrgico robótico avançado e preciso para procedimentos minimamente invasivos. A unidade ainda tem em sua estrutura um neuronavegador e um microscópio cirúrgico de última geração.

O Vila Nova já dispõe de uma estrutura com 90 leitos, enquanto que o segundo prédio, previsto para inaugurar em 2021, vai expandir a capacidade de atendimento diferenciado em diversas áreas para 130 leitos.

Outro projeto para o futuro é o novo hospital em Brasília. Em 2019, a rede abrirá as portas para o DF Star, unidade que acompanhará o conceito de premium e colocará a cidade no mapa do turismo médico nacional.

Esta matéria e muito mais você encontra na edição 60 da revista Healthcare Management

Veja mais posts relacionados