Clicky

Plataforma Healthcare Management. Ideias, Tendências, Líderes e Práticas - Healthcare Management

“Por que reduzir o desperdício é importante”, por Victor Basso, da Opuspac

“Por que reduzir o desperdício é importante”, por Victor Basso, da Opuspac

Reduzir o desperdício é importante, pois ele tem uma incidência simétrica nos lucros antes de impostos. Ou seja:menos desperdício = mais lucro.

Temos uma tendencia maior, como seres humanos a desbravar novos territórios, que a administrar mais eficientemente o que já temos. Administrar é uma tarefa entediante e muitas vezes pouco reconhecida, mas é trabalho que devemos abordar com energia.

Definimos desperdício como toda aquela tarefa ou gasto que não adiciona valor ao cliente final e suas necessidades.

"Por que reduzir o desperdício é importante", por Victor Basso, da Opuspac 1
Os principais conceitos estão explicitados no desenho de acima.

Visto pelo lado econômico, para duplicar o lucro, seria necessário duplicar a capacidade do hospital e seus negócios. Imagina o investimento para um grande hospital obter o dobro de lucro. Mas se conseguirmos reduzir 1/3 do desperdício teremos conseguido outros 10% de lucro, ou seja, o dobro do lucro. Esse é o verdadeiro significado de reduzir o desperdício.

Mas como podemos reduzir o desperdício?

Uma gerência e Qualidade ajudaria a trabalhar nisso com continuidade. Tem que contar com várias pessoas e estar bem estruturada, pois devemos MEDIR todos os processos e seus resultados. Na indústria estamos acostumados a medir quase tudo. O que o mesmo não acontece no setor da saúde. Curar, eliminar a dor e o sofrimento é mais importante.

Mas os gestores devem trabalhar como os malabaristas que mantém várias bolas no ar. Cuidar da saúde dos pacientes, organizar a logística de todo o hospital, atender os requerimentos dos profissionais de todas as equipes, sejam clínicos ou administrativos e manter a saúde financeira da instituição. Todas as bolas são importantes, mas sem eficiência econômica é difícil atender às outras demandas.

Dentro das tecnologias, a Lean se destaca por procurar processos mais enxutos e analisar o real valor de cada tarefa. Muitas das metodologias da Toyota, aplicadas durante anos na indústria, são hoje valorizadas para melhorar os processos hospitalares.

Ter a informação completa para poder comparar e medir, faturar e receber a receita por esse serviço é provavelmente o primeiro passo, para saber qual é tamanho do monstro que temos que dominar.

Ainda que, seja montada uma estrutura de qualidade para a segurança do paciente e para os desperdícios, o tema nunca acaba por aí. Como quase todos os objetivos, temos que participar, conscientizar e criar uma cultura grupal com conhecimento e ferramentas para poder atingir os objetivos.

Se o transporte de produtos é um custo, então manter 15% ou 20% de devoluções de medicamentos dispensados pela Farmácia Central, é no mínimo um desperdício. As queixas dos profissionais por não terem a sua disposição todos os elementos prontos e necessários e ainda terem que trasladar frequentemente até o lugar de entrega, é uma queixa habitual em muitos países.

Produtos que são utilizados e assignados a despesas gerais não ajudam a administrar com eficiência, pois, não sabemos qual processo dá lucro e qual dá perda.

Perda de produto por desvios de inventário, que chegam a 18% em muitos casos, devem ser controlados e reduzidos. O controle eletrônico automático ajuda a controlar com eficiência, sendo que a informação que deve ser incorporada ao sistema, seja em papel ou eletronicamente, dificulta a atividade diária e contém mais erros e informações incompletas.

Fracionamento inadequado de produtos e medicamentos, são motivos de despesas que não adicionam valor ao cliente final e são desperdícios. Custosos produtos de limpeza, podem ser fracionados dentro do hospital, antes de ser dispensados, tanto como medicamentos.

Quando temos duas pessoas executando uma única tarefa é muito provável que estejamos frente a um desperdício, talvez por falta de treinamento adequado.

Resumo

Ainda sem chegar à resolução alguma, se você medir o desperdício, já terá realizado um grande avanço, pois, provocará uma mudança de atitude na alta gerência para colocar recursos orientados a esse fim. As organizações mais lucrativas, são as que investem mais em qualidade.

Link Artigo texto completo no Blog

"Por que reduzir o desperdício é importante", por Victor Basso, da Opuspac 2 "Por que reduzir o desperdício é importante", por Victor Basso, da Opuspac 3 "Por que reduzir o desperdício é importante", por Victor Basso, da Opuspac 4

Próximo Post

HCM | Edição 78

HCM | Edição 77

  ASSINE A NEWSLETTER

Assine as revistas do Grupo Mídia

Quer falar com o mercado da saúde?
Fale com a gente!

16 3913 – 9800

Assinaturas e circulação: assinatura@grupomidia.com
Atendimento ao leitor: atendimento@grupomidia.com
Redação: redacao@grupomidia.com
Comercial: comercial@grupomidia.com