Gestão de custos é implantada no Hospital Primavera

“Um dos maiores desafios para a implantação de uma gestão de custos é o envolvimento da equipe”. Esta é visão de Robson Luis, sócio da XHL Consultoria, que realizou este trabalho no Hospital Primavera, localizado em Aracaju (SE).

A dificuldade se potencializa ainda mais quanto se trata de uma rede com as características da Rede Primavera Saúde, que conta com seis clínicas avançadas de atendimento diagnóstico, afora o Hospital, com seus quase 150 leitos.

A implantação da nova gestão de custos foi realizada durante os anos de 2015 e 2016. O primeiro passo foi
diagnosticar a estrutura de toda a rede da Instituição. “Buscamos compreender a logística e a organização de dados e controles, tanto estatísticos quanto financeiros, assim como utilização dos recursos materiais, pessoais e tecnológicos da Instituição. Com isso, foi definida a melhor estratégia para que pudéssemos ser objetivos, rápidos, organizados e seguros no momento de consolidar as diversas informações, com o foco no desenvolvimento de uma cultura de apuração de custos e controles para os gestores e tomadores de decisão”, explica Robson.

Robson Luis – sócio da XHL Consultoria

Isso significa que, desde o início, houveram ajustes não somente visando a gestão de custos, mas também os processos adequados para esse fim. Assim, foi realizada a reestruturação dos setores e centros de custos. “Focamos em uma visão holística, mas com camadas inferiores de análise. Desta forma, foi possível estudar a Rede como um todo, as unidades de negócio separadamente e também cada centro de custo estabelecido.”

Com o avanço dos trabalhos e das informações geradas, o foco foi direcionado para a análise da utilização racional dos recursos estruturais, pessoais e materiais. Foram realizados, então, ajustes em rotinas de dispensações de estoques para que fosse possível um ganho de performance nas análises.

Um grande salto aconteceu na consumação dos custos padrões, nas fichas técnicas de todos os procedimentos de imagem, na Hemodinâmica e nos procedimentos cirúrgicos.

Também foi possível reestruturar a utilização das salas cirúrgicas, observando a utilização em horários mais ociosos, e a estruturação de rotina de uso das salas através das classificações por porte, além da análise de desempenho da equipe médica. Isso ajustou as equipes assistenciais conforme a utilização mais adequada das salas e horários.

Já no serviço de nutrição, por exemplo, houve a revisão do cardápio, estabelecendo pratos principais e uma segunda opção, além das ofertas de sobremesas e frutas por dias da semana. Assim, foi possível manter a qualidade e reduzir o desperdício com as sobras, pois antes havia maior oferta para escolha.

Hoje, a gestão de custos é compartilhada por toda a instituição, sendo uma resposta rápida para os processos decisórios. A Controladoria, então, dissemina as informações e estabelece,
sempre que necessário, subsídios para estudos especiais com o foco no resultado e utilização de recursos de forma racional, utilizando-se das informações de custos e resultados.

Atualmente, a rotina do Hospital conta com a utilização do sistema de custos para a negociação de pacotes particulares, o que contribui para um preço justo e competitivo, aumentando a demanda e garantindo um melhor resultado com atenção especial nos pacientes. “Sem dúvidas, o controle e gestão de custos teve a sua importância no atual projeto de ampliação do Hospital Primavera, à iniciar-se ainda no ano de 2018”, conta Carlos Wagner Bravo de Oliveira, presidente da Rede Primavera Saúde.

Carlos Wagner Bravo de Oliveira – presidente da Rede Primavera Saúde

“É importante salientar também o avanço na informação para negociações com as operadoras, garantindo uma discussão mais transparente e justa através do subsídio das informações de custos”, diz Robson.

Esta matéria foi publicada na 53ª Revista HealthCare Management.

Veja mais posts relacionados

HMC tem nova superintendente

O Hospital Márcio Cunha (HMC), administrado pela Fundação São Francisco Xavier (FSFX), empossou a nova superintendente da unidade: a médica...

Fenasaúde terá nova Diretora-geral

A advogada e engenheira Vera Valente será a nova diretora-geral da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), substituindo o engenheiro...