Diagnósticos do Brasil apresenta diferenciais no setor de microbiologia

Powered by Rock Convert

Diagnósticos do Brasil apresenta diferenciais no setor de microbiologia

 

Os investimentos em maquinários no DB são constantes, tudo para garantir a melhor infraestrutura e qualidade das análises, trazendo mais eficiência nos processos e garantia de resultado. No setor de microbiologia não é diferente.

A área responsável por análises de micro-organismos recebe atualizações constantes, trazendo mais agilidade nos métodos de análises de amostra.

O setor conta hoje com uma rotina automatizada quando se trata de identificação de micro-organismos e testes de sensibilidade. As vantagens são inúmeras.

“Com o processo automatizado os resultados ficam mais rápidos e com melhor qualidade, pois o método padronizado reduz as variáveis operacionais, garantindo reprodutibilidade de resultados,” explica Deivis Paludo, gerente de relacionamentos do DB.

 

Algumas técnicas permite screening de perfil de resistência, como: ESBL, MRSA e VRE, além de teste de sensibilidade com resultados quantitativos (Concentração Inibitória Mínima – MIC), fornecendo maior subsídios ara a escolha terapêutica, assim é possível, por exemplo, escolher a melhor droga e a melhor dose para o paciente.

No DB toda identificação de micro-organismos é realizada por espectrometria de massas, mais conhecido como Maldi TOF, processo que permite a identificação de bactérias e fungos em pouco minutos e com maior precisão.

“A principal vantagem da técnica é a rapidez na identificação, métodos convencionais levam de 24 a 48 horas para a definição presuntiva de espécie bacteriana, o Maldi TOF permite uma identificação precisa, com 99% de concordância com a biologia molecular, configurando um padrão ouro, em poucos minutos após a cepa crescida em meios de cultura,” explica o gerente.

 

A grande vantagem é poder garantir o maior fornecimento de subsídios para as tomadas de decisões referentes a antibioticoterapia, gestão de leitos e medidas de contenção, gerando maior economia aos serviços de saúde assistenciais.

Assim, o DB disponibiliza os resultados parciais das culturas em laudo prévio, indicando a identificação do gênero e espécies e não apenas as características morfo-tinturiais (Gran).

O setor possui uma equipe de microbiologistas especializados que passam por constantes treinamentos para a garantia do melhor resultado e os clientes recebem um suporte científico para discussão de laudos e casos clínicos. Com uma rotina ininterrupta a liberação dos resultados é mais rápida.

*matéria publica na edição 68 da revista Healthcare Management.







Próximo Post
  ASSINE A NEWSLETTER

WEBINÁRIO | Covid-19

HCM | Edição 68

Assine as revistas do Grupo Mídia

Quer falar com o mercado da saúde?
Fale com a gente!

16 3913 – 9800

Assinaturas e circulação: assinatura@grupomidia.com
Atendimento ao leitor: atendimento@grupomidia.com
Redação: redacao@grupomidia.com
Comercial: comercial@grupomidia.com