Clicky

dataRain em ‘Liderança na Saúde’: uma gestão pautada na união de tecnologia e sustentabilidade

Wagner Andrade, CEO da dataRain, fala sobre pandemia, emissão de carbono e as dificuldades do setor

Foi em 2018 que aconteceu a fundação da dataRain, empresa 100% orientada à computação em nuvem, que tem a utilização de dados em seu DNA. “Hoje o mundo gira em torno de dados, assim como nossa empresa. Não é à toa que o nome dataRain reflete isso”, comenta Wagner Andrade, CEO da empresa.

Utilizando soluções de armazenamento e processamento da AWS, a dataRain atua nas áreas de educação, agronegócio, governo, terceiro setor e, principalmente, em saúde.

A experiência de Andrade no setor data do início dos anos 2000, quando estava na Austrália e adquiriu conhecimento sobre o Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP). Ao trazer essa solução para o Hospital Israelita Albert Einstein, o gestor se tornou um dos pioneiros na solução, que foi usada por 17 anos na Instituição.

dataRain em ‘Liderança na Saúde’: uma gestão pautada na união de tecnologia e sustentabilidade 1
Wagner Andrade, CEO da dataRain

Com o conhecimento adquirido durante esse período, o foco da dataRain se voltou para a Saúde logo após sua fundação. “Já tínhamos uma boa compreensão de todos os problemas que envolvem a utilização de tecnologia no setor, então nosso trabalho já se iniciou com uma vantagem.”

Andrade acredita algumas dificuldades nesse sentido se dão pelas especificidades que os equipamentos precisam ter. “São sistemas que necessitam de funcionar 24 horas por dia, ter um nível de confiabilidade muito grande, controle muito grande em termos de segurança de acesso e proteção da privacidade dos dados do paciente, então a situação se torna desafiadora do ponto de vista técnica.”

E completa: “Temos altos padrões para serem alcançados em um país com poucos recursos, então temos que fazer mais com menos, tornando os obstáculos mais difíceis de serem ultrapassados.”

No entanto, o gestor pontua que nenhum desafio é tão difícil como a pandemia da Covid-19 está sendo. “Para o setor da tecnologia, o ponto mais difícil que essa situação trouxe foi a necessidade de responder com agilidade e rapidez a um momento delicado, sem descuidar da qualidade e segurança.”

Isso fez com que soluções fossem rapidamente buscadas e a telemedicina, um campo ainda insipiente no Brasil, ganhasse destaque. Andrade observa que o avanço da telemedicina foi maior durante pandemia do que nos últimos anos e destaca que rápida fabricação de vacinas foi possível devido à computação em nuvem.

“A pesquisa dos imunizantes teve um processo de pesquisa compartilhada a nível global, porque diversos institutos de pesquisa, indústrias farmacêuticas, universidades e centros governamentais se uniram para desenvolvê-la e toda base de conhecimento envolvida foi disponibilizada a esses colaboradores”, ressalta o CEO da dataRain.

No entanto, não foi apenas no desenvolvimento da vacina que a computação em nuvem foi utilizada, mas na logística do abastecimento também. “As vacinas estavam sendo fabricadas em diversos lugares do mundo e precisavam chegar em todos os lugares, e foi essa tecnologia que permitiu que tudo fosse adquirido e as rotas de entrega fossem otimizadas.”

Sustentabilidade

A preocupação com sustentabilidade e o meio ambiente consta como um dos pilares da dataRain desde o início de sua história. “Sempre seguimos com afinco o código de ESG e nos preocupamos para que todas as nossas ações tenham um foco social, de governança e sustentabilidade”, ressalta Andrade.

A sustentabilidade está, inclusive, bem alinhada com a estratégia da AWS, por isso ambas pretendem emitir zero pegadas de carbono até 2030.

Outro fator que auxilia a dataRain é o fato de ser uma empresa que lida com computação em nuvem.

“Nós não só nos preocupamos com o meio ambiente, mas queremos causar esse impacto na vida dos clientes. Um grupo de educação nos contratou na realização de seu primeiro vestibular online e a quantidade de papel sendo salva representa o equivalente a seis campos de futebol de árvores, além da economia de combustíveis do transporte desse material.”

E completa: “Queremos tornar cada vez mais hospitais e empresas da Saúde sustentáveis e tecnológicas, para unir duas vertentes em prol de um serviço de qualidade.”

Assista a entrevista na íntegra com Wagner Andrade, CEO da dataRain, para a série “Liderança na Saúde”, com Edmilson Jr. Caparelli, presidente do Grupo Mídia.

Próximo Post

HCM | Edição 77

HCM | Edição 76

  ASSINE A NEWSLETTER

Assine as revistas do Grupo Mídia

Quer falar com o mercado da saúde?
Fale com a gente!

16 3913 – 9800

Assinaturas e circulação: assinatura@grupomidia.com
Atendimento ao leitor: atendimento@grupomidia.com
Redação: redacao@grupomidia.com
Comercial: comercial@grupomidia.com