Construtora TEDESCO realiza nova fase do INSCER; área terá mais de 6 mil m²

Apoiado pela União Brasileira de Educação e Assistência (UBEA), o Instituto do Cérebro do Rio Grande do Sul – InsCer é administrado por uma equipe de neurocientistas comprometidos com o desafio de fornecer cuidados neurológicos de alta qualidade através do desenvolvimento e aplicação de tecnologias inovadoras.

A ampliação do Instituto do cérebro – InsCer, intitulada Fase II, dentro do centro de saúde da Pontifícia Universidade católica do Rio Grande do Sul – PUCRS, visa expandir os espaços de pesquisa, assistência e gestão através de novos laboratórios, equipamentos, consultórios e área de exames de ponta.

A Construtora TEDESCO foi selecionada para executar a construção da nova fase do INSCER que contará com área de aproximadamente 6.950,00 m², totalizando 9.335m² entre Fase I e Fase II. Como a nova fase ficará sediada ao lado do Inscer Fase I, a interação entre as duas edificações será de baixo impacto, pois serão interligadas somente ao fim do projeto pelo pavimento térreo e segundo pavimento. A construção do Inscer Fase II teve início em maio de 2019 e tem sua conclusão prevista para 2020.

A edificação contará com seis pavimentos contemplando no pavimento térreo: recepção, bistrô, loja, auditório para 270 lugares, e áreas de apoio. Nos 2º e 3º pavimentos: laboratórios, sala de pesquisas e consultórios, além do centro de imagem com equipamento de ressonância e tomografia. No 4º pavimento: áreas técnicas para subestação, gerador e fancoils. No 5° pavimento a área administrativa e no 6º pavimento a área técnica, além da cobertura que abrigará os chillers.

Em estrutura de concreto armado tradicional, revestimentos internos de alto padrão e laboratórios de alta performance, a edificação caracteriza-se como desafiadora pelo prazo enxuto de entrega do projeto, estimado em 12 meses.

Tecnologia e meio ambiente

O projeto arquitetônico foi inteiramente concebido pela equipe de arquitetos da Pontifícia Universidade Católica do RS, que considerou o uso de materiais de alta durabilidade, fácil manutenção além do apelo estético moderno criando ambientes integrados sem reduzir a performance acústica, já que possuem muitas divisórias internas em vidro e alumínio.

Os projetos foram desenvolvidos nos conceitos BIM de maneira que a Construtora, através de sua expertise no manuseio dessa tecnologia, pudesse extrair as mais diversas informações que auxiliaram nos processos de contratação e facilitaram o entendimento do projeto, caracterizado pela complexidade de detalhes e materiais.

Para este projeto a Construtora busca novas tecnologias e melhorias, adotando uma nova solução de visualização de modelos 3D, integrados as plantas 2D, que garante maior qualidade e agilidade na execução da obra.

Já no que diz respeito à responsabilidade ambiental da PUCRS, a Construtora está engajada em seguir as diretrizes das licenças ambientais gerenciadas pela PUCRS que abrangem não só o ambiente do projeto, mas o campus em sua totalidade. O descarte de resíduos e controles ambientais estão sendo realizados em parceria para maximização dos resultados no controle de intervenção ambiental.

Esta matéria, publicada originalmente na edição 62 da revista Healthcare Management, você confere aqui!

Veja mais posts relacionados