Clicky

Com trabalhos no Albert Einstein, Neide Senzi fala sobre a influência da luz no bem-estar do paciente

Alguns espaços do Hospital Israelita Albert Einstein carregam a assinatura de projetos da Dra. Honoris Causa Arquiteta e Lighting Designer, Neide Senzi. Entre eles estão projetos na área de Central de Exames e Centro de Reabilitação junto com o arquiteto João Carlos Bross; a área de UTI com a arquiteta Cynthia Kalichsztein; a fachada do prédio do Bloco A – Centro de Oncologia e Hematologia com a Racional Engenharia; e a entrada, fachada, jardim e marquise do prédio principal com o arquiteto Zanettini.

 

A especialista pontua a importância e os diferenciais de projetos de iluminação em estabelecimentos de saúde.

“Sabemos que a luz influência o bem-estar dos usuários e ajuda a definir o melhor comportamento emocional tanto dos pacientes como da equipe médica. A quantidade correta, a temperatura de cor e a reprodução de cor da fonte de luz são condicionantes que geram resultados de conforto, agradabilidade e bem-estar.”

Além da humanização do ambiente, muito se planeja quanto ao consumo que o sistema implantado gerará para a Instituição, uma vez que há de ponderar os gastos com a conta de luz e os custos com a manutenção e operação. Por isso a importância de escolher um sistema eficiente, de alta performance e longa vida útil.

“Só assim podemos tornar um projeto de iluminação em um recurso sustentável, para que minimize seus custos operacionais.”

Neide destaca ainda que a escolha da fonte de luz deve ser baseada em performance, save energy e maior fluxo luminoso por menor consumo de energia.

“Assim temos que adotar o melhor produto para o resultado esperado, com a fotometria adequada ao resultado esperado e qualidade. Esses recursos geram em todos os projetos melhor rentabilidade da iluminação, proporcionando melhores resultados financeiro, visuais e técnicos.”

Além dos aspectos técnicos, a arquiteta investe também na atenção em definir o melhor cenário para o usuário. “Quanto mais o espaço se parecer com a casa do paciente, menor o seu nível de stress. Por isso os hospitais estão cada vez mais humanos, com revestimentos diferenciados, com novas paletas de cores e, claro, a iluminação tem um papel importante nesta nova ambientação. Criamos espaços visualmente mais aconchegantes, íntimos, relaxantes e que o paciente possa, inclusive escolher a luz e intensidade que mais lhe agrada.”

Dentre os trabalhos desenvolvidos no Hospital Albert Einstein, Neide destaca o projeto da marquise. “Foi um trabalho inspirador, pois o desenho da estrutura metálica era inédito e desafiador, como estética visual e aspecto técnico, pois iluminar uma estrutura curva é tecnicamente muito complexo para que a luz possa abranger com uniformidade a curvatura desta estrutura. E conseguimos, de fato iluminar cada a ponto desta linda escultura metálica.

Três décadas de experiência

Prestes a completar 30 anos de atuação no mercado de saúde, Neide Senzi afirma que durante todo esse tempo busca entender as necessidades tanto do usuário, como da equipe médica e também do negócio por si só e a imagem corporativa do cliente.

“Ao longo dos anos, fomos entendendo a logística complexa de um hospital, suas funções, atividades, procedimentos, aparelhagem, seu fluxo, o que é necessário e como iluminar cada setor, cada atividade, cada espaço.”

A arquiteta ressalta ainda que projetos luminotécnicos são os mais diversificados para serem elaborados, uma vez que não existe um padrão, pois cada ambiente tem sua necessidade específica e individual.

“Uma recepção é diferenciada de um restaurante, da sua cozinha, da central de medicamentos, sala cirúrgica, RPA, DML, lavanderia, conforto médico, internação, CTI, posto de enfermagem, etc. Por isso, as escolhas são complexas e assumem uma responsabilidade grande na sua utilização para gerar o melhor resultado.”

E por essas três décadas, Neide Senzi e sua equipe coleciona um extenso portfólio. São trabalhos em importantes instituições de Saúde do Brasil, como Sírio-Libanês, Alemão Oswaldo Cruz, 9 de Julho, Hospital Paulistano, HCor, TotalCor, BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, Hospital Prevent Senior, Edmundo Vasconcelos, Copa Star Copacabana, Maternidade Perinatal, Unimed Barra, Hospital Vivalle, laboratórios Fleury, Alta, Delboni e mais de 50 ambulatórios (centro de imagem, análise clínicas e oncologia).

Atualmente, Neide Senzi e sua equipe estão dedicados em 15 projetos em hospitais e ambulatórios médicos por todo o Brasil.

 

*matéria publicada na edição 33 da HealthARQ.Clique aquie acesse essa e outras reportagens exclusivas da edição.

Próximo Post
  ASSINE A NEWSLETTER

HCM | Edição 74

Assine as revistas do Grupo Mídia

Quer falar com o mercado da saúde?
Fale com a gente!

16 3913 – 9800

Assinaturas e circulação: assinatura@grupomidia.com
Atendimento ao leitor: atendimento@grupomidia.com
Redação: redacao@grupomidia.com
Comercial: comercial@grupomidia.com