Biocor Instituto é o Embaixador do estado de Minas Gerais na SAHE 2020

É sabido os preceitos da atuação de Mário Vrandecic como fundador e presidente do Biocor Instituto desde 1985. Atendimento humanizado, gestão de excelência em qualidade e segurança e atenção especial à educação continuada são alguns dos pontos essenciais de sua trajetória.

É por esta história de sucesso que o Biocor Instituto terá um novo destaque em sua história. Na edição do ano que vem da SAHE – South America Health Education, o evento, agora totalmente focado em conteúdo e educação executiva na saúde, terá Embaixadores de diversos estados do Brasil e o Biocor Instituto será o representante do estado de Minas Gerais.

Para Érika Vrandecic, diretora médica do Biocor Instituto, o conceito de vida como valor maior aliado a modernas instalações físicas, uma gestão competente, constantes investimentos tecnológicos, pessoal habilitado e um consistente sistema integrado de informação são o segredo por trás de uma operação bem-sucedida e são esses fatores que o Biocor levará para a SAHE 2020.

  1. Como você avalia a saúde em MG? Quais as qualidades e quais os desafios do setor no segundo estado mais populoso do país?

As qualidades e desafios da Saúde em Minas são semelhantes as de todo o país, onde há uma economia repleta de desafios, significativo envelhecimento da população, crescimento de doenças não transmissíveis, elevado número de desempregados, o que afeta o sistema de saúde privado e, consequentemente, sobrecarrega o sistema público, além da má integração entre os muitos atores que compõem este sistema e da gestão deficiente tanto em instituições públicas quanto privadas.

  1. O Biocor Instituto representa MG na SAHE – South America Health Education. Como o Biocor Instituto representará a Saúde de Minas?

Ter sido escolhido como embaixador por Minas Gerais na SAHE foi motivo de muita honra e alegria, mas também de muita preocupação; a indicação representa um desafio na contribuição a um sistema tão complexo quanto o sistema de saúde. Procuraremos representar a Saúde no Estado levando o melhor de nós e do Biocor, buscando integração e cooperação entre todos os participantes, objetivando um número cada vez maior de pessoas saudáveis e um sistema de saúde pagável e sustentável.

  1. O que o Biocor levará ao público visitante, visando o compromisso de atualização profissional e educação executiva que a SAHE tem para com o setor?

Temos buscado aprimorar nosso sistema de gestão, que visa oferecer melhores informações em tempo real, constantemente; é uma forma de aprimorar as decisões tomadas por cada um dos nossos setores, com foco no bem maior. Por bem maior, digo a segurança e o desfecho clínico no tratamento dos pacientes, sem esquecer dos tantos outros integrantes deste complexo: médicos, colaboradores, fornecedores, operadoras de saúde, a sociedade, o meio ambiente e, é claro, o esperado retorno econômico sobre os investimentos realizados.

  1. E quais são as suas expectativas para a SAHE 2020?

As melhores possíveis, uma vez que vivemos um momento em que a cooperação e a inteligência coletiva promovem e promoverão importantes avanços para solução de problemas e evolução do atual sistema de saúde. Na busca por aprimoramento supracitada, o Biocor acredita já ter obtido uma importante e significativa evolução, com bons resultados e, agora, tentamos encontrar a melhor forma de dividir estes conhecimentos com o público visitante da SAHE.

  1. E de que forma você avalia a responsabilidade do Biocor Instituto ser Embaixador da SAHE 2020?

É, de fato, uma grande responsabilidade! E também uma oportunidade. Tentaremos ser facilitadores na troca de conhecimentos, tanto no que diz respeito à integração do sistema de saúde quanto na entrega de novas ideias e soluções.

  1. Considerando que a SAHE é uma das principais plataformas de conteúdo de Saúde no país, acredita que seja também um espaço interessante para que o Biocor apresente seus diferenciais?

Acreditamos que a SAHE seja uma importante plataforma na qual todas as instituições de saúde podem ter este espaço para contribuir, mas também receber novas informações, exemplos e demonstrações de como melhorar e otimizar o sistema de saúde, individualmente e como um todo, tornando-o um sistema cada dia mais sustentável.

  1. Como funciona o pilar da educação continuada na gestão do Biocor?

A educação continuada está no DNA do Biocor desde sua fundação. O corpo clínico foi construído junto com o crescimento do Instituto e, desde o início, sempre houve um grande intercâmbio com instituições nacionais e internacionais. Já recebemos mais de 200 instituições de renome, médicos e representantes do mundo todo e, atualmente, contamos com mais de 100 mil horas de treinamento nas mais diversas áreas. Existe ainda uma integração muito grande entre nossas equipes multidisciplinares; médicos ensinam fisioterapeutas, médicos pós-graduados ensinam aqueles que estão chegando. Somos uma Instituição que está sempre se renovando dos pontos de vista do conhecimento, da tecnologia e do treinamento.

  1. Como o Biocor acredita que a educação continuada interfira diretamente nos quesitos qualidade e segurança?

A educação continuada gera treinamento, protocolos, rotinas, reuniões e, com isso, medição contínua de resultados, fazendo-se fundamental para os bons resultados e desfechos clínicos. Mas acho que ainda temos muito que avançar no que diz respeito à educação continuada; ela deve ser um pilar, começar na escola primária e seguir por toda a vida acadêmica. A área médica é especial e, por isso, precisa de atenção especial.

  1. Na visão do Instituto, os investimentos em tecnologia de ponta aliados à educação continuada são o motivo pelo qual o Instituto se mantém inovador?

Sim! A educação continuada faz com que tomemos conhecimento das inovações disponíveis, e nos ensina a aplicá-las ao dia a dia para melhor assistência ao paciente. Um exemplo recente é o equipamento de radioterapia recém adquirido, o melhor do Brasil, que tem como maior vantagem o direcionamento do feixe de radioterapia com menos lesão aos tecidos adjacentes, sempre buscando o melhor resultado clínico para o paciente, com a maior segurança possível.

  1. Você poderia falar um pouco sobre os números que indicam os resultados conquistados através dos programas de educação continuada no Biocor?

Temos como característica marcante a formação de novos especialistas; atualmente contamos com 15 programas de especialidades médicas, e mais de 800 médicos e fisioterapeutas formados e pós graduados em nossa instituição. Hoje, estão pelo Brasil afora, muitos até fora do país, e grande parte deles ainda faz parte do nosso corpo clínico. Além disso, nossa escola de enfermagem, regulamentada pelo MEC, funciona desde 2001 e já formou mais de 400 técnicos em enfermagem.

Confira abaixo o depoimento da diretora médica do Biocor Insituto sobre a Sahe 2020.

 

Leia mais sobre o Biocor Instituto AQUI.

Veja mais posts relacionados

Sodexo no Fórum HCB 2019

Entre os dias 20 a 22 de setembro, gestores de hospitais, laboratórios, operadoras e indústrias estiveram presentes no Fórum Healthcare...

AACD e Sodexo no Fórum HCB 2019

Entre os dias 20 a 22 de setembro, gestores de hospitais, laboratórios, operadoras e indústrias estiveram presentes no Fórum Healthcare...

  ASSINE A NEWSLETTER