Ideias, Tendências, Líderes e Práticas

Governador entrega obras do Bloco III do Incor

Novo prédio terá Hospital-Dia, Central de Endoscopia, hemodinâmica e cardiologia intervencionista; Estado investiu R$ 58 milhões no edifício do Instituto do Coração, que permitirá atualização tecnológica das especialidades

Foi entregue pelo governador Geraldo Alckmin, nesta quarta-feira, dia 21 de março, as novas instalações do Bloco III do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Com investimentos de R$ 58 milhões da Secretaria de Estado da Saúde, o novo edifício disporá de Hospital-Dia, Central de Endoscopia Digestiva e Respiratória, Unidade de Internação do Serviço de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista, com 24 novos leitos. “Cada centavo investido no InCor será compensado pelo excelente atendimento, pelo trabalho de pesquisa que é feito por toda equipe do Hospital das Clínicas da FMUSP e também pela assistência que é feita pelos profissionais”, disse o secretário de Estado da Saúde de São Paulo, David Uip.

O Bloco III permitirá a atualização tecnológica dessas áreas, além de ampliar e melhorar a estrutura de atendimento do Instituto do Coração, com melhora da assistência, do acolhimento ao paciente e das condições de trabalho das equipes. O Bloco III está interligado Bloco I do Instituto e, por meio deste, também ao Bloco II.

O novo edifício irá ampliar o atendimento do Instituto do Coração. “Com o Bloco III, vamos conseguir atender mais pacientes, com maior agilidade, permitindo total integração entre os setores do Hospital”, disse Alckmin.

A integração das unidades de diagnóstico do hospital, cirúrgicas e de internação, que estão distribuídas entre os outros dois blocos, agiliza os processos de atendimento, com maior segurança, conforto e humanização para o paciente e as equipes. A obra tem uma área total de 6.500 m². Com a entrega da obra, o edifício agora será mobiliado e terá os equipamentos instalados. A previsão é que inicie o funcionamento em maio.

Na área também estão o novo pronto-socorro, que foi completamente reformado e equipado, e já está em pleno funcionamento, e o novo centro de Medicina Nuclear, que também já está atendendo em um centro mais moderno e com equipamentos de ponta. Além disso, o Bloco III conta com Data Center e Central de Utilidades e Central de Material Esterilizado.

“Os pacientes do InCor vão ter um dos atendimentos mais rápidos do mundo, em poucos minutos eles vão estar dentro das sala de cirurgia recebendo atendimento de alto padrão”, explicou o presidente do Conselho Diretor do Instituto do Coração, Prof. José  Roberto Kalil Filho.

Com as novas instalações, será possível aumentar em mais de 100% o número de endoscopias digestivas, passando de 80 para 180 por me. A quantidade de biópsias em pacientes após o transplante passará de 45 para 90 por mês e aumentará a produção de angioplastias e cateterismos em 25%, chegando a 3 mil procedimentos por ano. Com o investimento o InCor “conta com seis equipamentos de diagnóstico, incluindo a nova câmara D-SPECT, mais sensível e precisa, capaz de realizar exames em menos tempo, com menos radiação e na posição sentada”, falou o vice-presidente do Conselho Diretor do Instituto do Coração, Prof. Fabio Biscegli Jatene.